Polícia Rodoviária Federal solicita novo pedido de concurso público

Publicado em 5 de junho de 2019

Compartilhe!

A Polícia Rodoviária Federal solicitou ao Ministério da Economia um novo pedido de concurso público com oferta de 4.435 vagas para cargos de níveis médio e superior. As informações foram passadas pela assessoria de imprensa da corporação nesta terça-feira, 04 de junho.  De acordo com informações, foram solicitadas 4.360 vagas para o cargo de Policial Rodoviário Federal e 75 para o de Agente Administrativo. Os pedidos foram enviados para análise do governo até o dia 31 de maio.

Um novo pedido de concurso público mostra que o edital divulgado no ano passado, com 500 vagas, não foi o suficiente para amenizar o déficit de policiais, que é nada menos que 8,3 mil policiais, resultados de aposentadorias, mortes, exonerações, dentre outros motivos. Como o processo ocorreu nos meses finais de 2018, o certame ainda está na fase de convocação para o curso de formação. 

Para ingresso na carreira de Policial Rodoviário Federal, é necessário nível superior (em qualquer área) e carteira nacional de habilitação (CNH) na categoria ”B”. Os candidatos devem ser avaliados por prova objetiva de conhecimentos específicos, prova discursiva, exame de capacidade física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social, avaliação de títulos e curso de formação profissional.

As tarefas do Policial Rodoviário Federal dependerão da classe, sendo dividas em quatro:

O salário inicial da carreira de policial rodoviário federal é de R$10.357,88. Os valores já incluem o auxílio alimentação, que atualmente está fixado em R$458.

O Policial de terceira classe tem a missão  realizar atividades de natureza policial envolvendo a fiscalização, patrulhamento e policiamento ostensivo, atendimento e socorro às vítimas de acidentes rodoviários e demais atribuições relacionadas com a área operacional do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, enquanto o de segunda classe terá que efetuar atividades de natureza policial envolvendo a execução e controle administrativo e operacional das atividades inerentes ao cargo, além das atribuições da Terceira Classe.